YesPets. O Portal do mundo animal.
Se desejar buscar por região,
clique no mapa ao lado.

Encontre aqui o serviço que você procura.

Clique no mapa para selecionar a região desejada.

Mais votados

Pets

Últimos animais de estimação cadastrados

Cadastre seu amigão
  • Revista
  • Artigos
  • Dicas
  • Notícias
+ Recentes
+ Lidas
Cachorros e bebês: convivência segura
Artigos
01/08/2013 13h40

por Giselle Coutinho

Antecipar mudanças gradativamente e associar o novo membro da família a coisas boas é a maneira correta de adaptar seu cão e garantir uma boa relação.

Quando uma família ganha um novo membro é comum que as pessoas dediquem maior tempo a este e diminuam o convívio com o cão, por isso muitos animais associam a perda de atenção e carinho à chegada do recém-nascido, motivando estresse no animal, que pode desenvolver algum problema de comportamento.

Preparar o psicológico do cão antes de o neném chegar é essencial para evitar problemas para o animal e conflitos na convivência. O fundamental para a adaptação é prever as mudanças que ocorrerão no futuro próximo por conta da chegada do bebê e antecipá-las gradativamente na rotina do animal.

Portanto, as limitações com relação ao espaço físico e a redução da atenção, por exemplo, devem ser aplicadas semanas antes da chegada do bebê, para que as frustrações sejam administradas e não provoquem nenhum mal estar.

Os proprietários do cão devem estar atentos também para que a presença do recém-nascido não motive constante expulsão e gritos de repreensão ao animal. O direcionamento para o afastamento, se este for necessário, deve ser tranquilo, mas principalmente, a presença do bebê deve se associar a coisas felizes ao animal para que se possa estabelecer uma boa relação entre o seu companheiro e o novo membro da família.

Estar atento a estas medidas é importante, pois, como os cães são animais sociais, as mudanças bruscas com relação a direitos de espaço, atenção e forma de comunicação, além de provocar estresse, podem fazê-lo entender que está sendo banido do grupo por causa do novo membro.

 

Dicas para promover uma convivência segura entre cão e bebê

  • Como os cães têm apego e necessidade de agradar seus donos, repreenda com firmeza, mas sem maus tratos, quaisquer maus comportamentos do cão com relação ao bebê erecompense comportamentos adequados, mostrando-se satisfeito e dando muitocarinho ao seu companheiro
  • Em vez de estimular os ciúmes do cão com relação ao bebê, evitando qualquer contato entre os dois, encoraje uma aproximação positiva – sempre supervisionada e com umadistância adequada, criando um evento agradável para o animal, como, por exemplo, oganho de um petisco ou brinquedo.
  • Procure associar o cheiro da criança a coisas boas para o cão. Coloque panos com o cheiro do bebê em locais que o cão goste, como embaixo do prato de comida ou nos lugares onde ele costuma cochilar. Desta forma, o animal quando se aproximar do bebê entenderá que ele também promove sua proteção e é capaz de lhe dar carinho.


Fonte: PetMag


Quer sugerir um artigo ou escrever para nós? Envie para redacao@yespets.com.br

Política de Privacidade
©Copyright 2013, Yespets Publicidade na Internet LTDA
Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!