YesPets. O Portal do mundo animal.
Se desejar buscar por região,
clique no mapa ao lado.

Encontre aqui o serviço que você procura.

Clique no mapa para selecionar a região desejada.

Mais votados

Pets

Últimos animais de estimação cadastrados

Cadastre seu amigão
  • Revista
  • Artigos
  • Dicas
  • Notícias
+ Recentes
+ Lidas
Adoção de animais resgatados
Dicas
04/07/2013 20h42
Cão e gato para adoção

Não se tornar tutor definitivo de um animalzinho não é razão para não resgata­‐lo. Após os cuidados iniciais e a hospedagem provisória, você tem a opção de colocá-­‐lo para adoção em busca de uma nova família. Nada de entregá-­‐lo às autoridades nem deixá-­‐lo com instituições, eles carecem de verbas e local para os animais. Porém, podem ser parceiros nessa busca. Existem muitas opções como feiras de adoção, a divulgação local e a internet.

Diga xis! Fotografe o animal no momento do resgate e após os cuidados, caso queira mostrar o processo de recuperação. Crie um cartaz com as imagens e distribua em Pet Shops, clínicas veterinárias e locais de grande movimento como mercados, padarias e comércio em geral. Lembre-­‐se de colocar pelo menos uma foto, nome, raça, sexo, idade, porte, cor, temperamento e eventuais limitações ou doenças do animal. Esta forma de divulgação local é bastante eficaz para animais perdidos.

Usar a internet para divulgar o animal é outra ótima opção, pois atinge um grande público. Através de redes sociais, blogs ou hospedadores de vídeos você pode divulgar pequenos filmes, o que atrairá o interesse de possíveis tutores. Não se esqueça de informar seu e-­‐mail e telefone para contato, além da cidade e estado em que reside. Ainda existem muitos sites dedicados a adoção de animais e feiras com esse propósito. A internet é um ótima meio para doação de gatos, enquanto cães fazem mais sucesso em feiras de adoção. Esses eventos tem periodicidade variada, mas ocorrem com frequência. Busque informações em Pet Shops da região ou em sites de doação de animais. Lembre-­‐se que as feiras só aceitam animais vacinados e castrados.

Encontrar um tutor pode não ser uma tarefa fácil, o novo responsável pelo animal deve se enquadrar em algumas regras para que a parceria entre os dois seja duradoura, prazerosa e não culmine em outro abandono. Sempre anote todos os dados da pessoa e solicite um comprovante de residência. Converse com ele, pergunte se todos da casa estão de acordo com a adoção, se o local é seguro (possui portão alto para cães ou telas para gatos?) e se sabe quanto custa manter um animal. Lembre-­‐se também de questioná-­‐lo sobre outros bichos na casa, quanto tempo o bicho ficará sozinho e qual será o procedimento em viagens. Todas essas perguntas ajudam a traçar o perfil da pessoa em relação aos animais e saber se aquela pareceria dará bons resultados. É preferível que o animal permaneça mais tempo no lar provisório do que seja novamente abandonado, sofrendo e passando por dificuldades mais uma vez.

Encontrou o tutor ideal? Entregue um termo de responsabilidade para o adotante assinar. Esta é a garantia legal de que o animal será bem tratado. Lembre-­‐se de mostrar-­‐se disposto a ajudar o novo tutor com qualquer problema. Caso a pessoa não se adapte ao animal ou ao ambiente e ele seja devolvido, receba o animal e trabalhe o ponto que gerou problema, por exemplo fazer as necessidades fora do local determinado ou latir demais. O cuidado no processo de triagem ajuda para que isso não ocorra, se o adotante não parecer seguro, diga a ele para pensar mais um pouco e que um animal é muita responsabilidade. 

Fonte: ANDA

 

Quer sugerir um artigo ou escrever para nós? Envie para redacao@yespets.com.br

Política de Privacidade
©Copyright 2013, Yespets Publicidade na Internet LTDA
Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!