YesPets. O Portal do mundo animal.
Se desejar buscar por região,
clique no mapa ao lado.

Encontre aqui o serviço que você procura.

Clique no mapa para selecionar a região desejada.

Mais votados

Pets

Últimos animais de estimação cadastrados

Cadastre seu amigão
  • Revista
  • Artigos
  • Dicas
  • Notícias
+ Recentes
+ Lidas
Focas ameaçadas ganham seu próprio hospital no Havaí
Notícias
14/05/2014 12h07
Focas ameaçadas ganham seu próprio hospital no Havaí

via ANDA

Um dos mais raros mamíferos marinhos do mundo está tão doente e em risco que terá seu próprio hospital. O Marine Mammal Center (Centro de Mamíferos Marinhos), uma organização não governamental da cidade de Sausalito, na Califórnia, recentemente recebeu uma quantia para completar um centro de saúde de 3,2 milhões de dólares construído para focas-monges. Localizado na ilha Kailua-Kona, no Havaí, a instalação chamada Ke Kai Ola, ou ‘’O Tratamento Marítimo’’ vai servir exclusivamente a estas focas, uma espécie endêmica da região. As informações são do Take Part.

O hospital terá áreas de reabilitação para focas recém-nascidas, piscinas para jovens, uma área para quarentenas, áreas médicas e uma cozinha para preparo de alimentos dos pacientes. Por que o tratamento especial? Existem menos de 1.100 focas-monge-havaianas e estudos indicam que esta população tem diminuído de 3 a 4% a cada ano.

Além de serem alvo de predadores naturais, muitas focas ficam emaranhadas em lixos no oceano ou em equipamentos de pesca. Outras tornam-se vítimas do aumento do nível do mar, o que afeta especialmente recém-nascidos que não conseguem nadar e dependem das praias. Menos que um em cinco filhotes sobrevivem mais que um ano de idade. O grupo também sofre de baixa diversidade genética, agressões entre membros da mesma espécie e surtos de doenças.

Esforços legais têm aumentado recentemente, mas como acontece frequentemente com tentativas de proteção animal, surgiram controvérsias entre ativistas preocupados e a população local que convive com estas espécies marinhas. Nas ilhas principais, protetores das focas-monges ‘’colocam fitas definindo zonas de proteção às focas’’ em volta das pinípedes (grupos de mamíferos aquáticos que incluem focas, leões-marinhos e morsas). Porém, pescadores locais veem estes animais como competidores que ameaçam suas subsistências. ‘’Estes são haole, como os havaianos chamam os visitantes de origem étnica branca, que têm o luxo de ficar assistindo durante todo o dia uma foca monge dormindo,’’ reporta o The New York Times, descrevendo a resposta geral dos nativos aos defensores das focas-monges.

Mas, de acordo com Jeff Boehm, do Centro de Mamíferos Marinhos, tais esforços têm como objetivo restabelecer um grupo que tem diminuído. ‘’Todo filhote, inclusive uma fêmea, que podemos levar a uma idade reprodutiva, irá ajudar aquela população,’’ disse ele ao Live Science. ‘’Toda fêmea adulta que esteja machucada ou doente, que podemos deixar saudável novamente para retornar à população reprodutiva, será significativo.’’

Não haverá horários de visitas para espectadores curiosos, porém o centro visa organizar programas para conscientizar as pessoas sobre as espécies ameaçadas.

Política de Privacidade
©Copyright 2013, Yespets Publicidade na Internet LTDA
Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!